sexta-feira, 15 de maio de 2015

XPOM11

Olá Pessoal,

Depois de passar um tempo meio OFF da nossa comunidade, resolvi voltar a ativa. Vou procurar acompanhar as postagens dos demais e contribuir sempre que puder.
Faz um tempo que comentei com vcs sobre um FIP que me agrada muito que é o XPOM11. Quem me acompanha, sabe que invisto nele e que considero uma oportunidade interessante e também uma forma de ter uma diversificação na carteira.
Pois bem, essa semana (conforme esperado) ele divulgou pagamento de R$4,40/cota. Considerando o preço médio das últimas semana temos mais de 5% de dividendo. Importante ressaltar que teremos outro pagamento ainda durante esse ano (Novembro) e que deve vir nesses patamares, visto que o mesmo possui um bom volume de recursos a distribuir em caixa.
Outro ponto bom é que esses dividendos vem aumentando a cada semestre. R$ 3,75 - R$ 3,90 e agora os R$4,40.
Único ponto negativo, que considero, é que o fundo ainda carece de uma maior divulgação dos dados financeiros e administrativos. Com isso temos que buscar esses detalhes direto com os gestores. Tarefa que nem sempre é simples.
Abraço e bons investimentos a todos.

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Tesouro Direto - opiniões pessoais

Olá Pessoal,

Estive algum tempo afastado da nossa comunidade, mas continuo investindo e lendo bastante sobre o tema.
Recentemente comecei um novo investimento para mim, mas que muitas da nossa turma já fazem que é o Tesouro Direto. Acompanhei bastante a oscilação das taxas, oscilações dos DIs futuros e comportamento de rentabilidade.
Achei bastante interessante como investimento. Ao contrário da maioria, tenho comprado as NTNs de vencimento mais longo possível (2035) por uma razão muito simples.
Primeiro temos que entender que (achar) que o momento é o mais propício para entrar nesse tipo de papel. Por quê? Por que as taxas de DI futuros estão bem altas. Sim, pode subir um pouco mais, mas estamos muito mais próximos do teto do que do piso.
Concordando com isso, tem-se a perspectiva que num futuro (não se sabe ao certo, mas algo entre 2 e 3 anos) esses juros venham a cair (inflação mais baixa e crescimento baixo). Com isso as rentabilidades ficam "turbinadas" e aí que vem o pulo do gato. Quanto mais longo for o vencimento do papel, maior será esse aumento de rentabilidade quando o juro cair. Esse vencimento mais longo potencializa a rentabilidade. Como não espero levar até o vencimento, quero apenas aproveitar esse período conturbado. Para termos uma idéia, em Março, houveram dias que a rentabilidade chegou a +6%.
Muito em breve, veremos um movimento muito forte de trade nesse tipo de papel.
Não estou recomendando nada, apenas alertando para um ponto que talvez alguns não tenham se dado conta.
Abraço e bons investimentos a todos.

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Investimento em imóvel

Olá Pessoal

Como eu comentei na outra postagem, estou iniciando uma compra de imóvel. Como se trata de um investimento, e como eu vejo muita gente (fora da nossa comunidade) fazendo péssimos negócios nesse meio, vou fazer um acompanhamento criterioso dessa aquisição.
Primeiramente estou fazendo esse movimento pois entendi que a oferta fazia sentido. Trata-se de uma compra na planta de um apto onde a ideia é vender quando pronto obtendo um lucro superior ao que se consegue em renda fixa. O rendimento precisa ser superior, pois tem-se mais riscos envolvidos.
O imóvel em questão tem uma localização muito boa, na área central de uma cidade turística. Estou comprando junto com meu irmão (50/50), tudo com contrato, portanto os valores que eu postar referem-se a metade do valor total.
Vou passar a colocar o valor investido junto com o meu fechamento do mês, mas discriminado para que haja o correto acompanhamento.
Devo pagar a entrada em Fevereiro que será de R$ 66.000,00. Irei acrescentar a esse valor e as parcelas mensalmente pagas um rendimento de 1%, que considero justo. Na venda, portanto, para ter sido um bom negócio, o que eu receber líquido de custos e despesas, precisará ser superior a isso.
Vamos acompanhando.
Abraço

sábado, 31 de janeiro de 2015

Atualização Janeiro 2015

Olá Pessoal

Segue atualização da carteira:

 - Empréstimos: R$ 100.000,00
 - FIA: R$ 15.276,00
 - FIP: R$ 10.055,00
 - RF: R$ 150.602,00
 - FII: R$ 1.325.427,00
 - Poupança: R$ 22.100,00

Total dos investimentos: R$ 1.623.460,00

O rendimento da carteira foi de 0,95% a.m e não houveram aportes.
Devo seguir não aportando pois estou comprando um imóvel para investimento e quero compartilhar os números com vcs em outro post.

Abraço e bons investimentos a todos.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Recorde em dividendos recebidos

Olá Pessoal

Como já era esperado, com pagamentos não recorrentes de alguns FIIs, tive um recorde histórico de dividendos recebidos conforme abaixo:

 Aluguel sala A: R$ 1.300,00
 Aluguel sala B: R$ 1.300,00
 Empréstimos: R$ 1.500,00
 Fundos Imobiliários: R$ 16.798,00
 FIA: R$ 46,00

Total de dividendos recebidos: R$ 20.944,00

Aproveitando para comentar que a emissão da Debênture da Salus voltou e devo aportar alguma.

Abraço e bons investimentos a todos.

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

O Sistema Tributário Brasileiro Explicado com Cerveja


Todo dia dez homens saem para tomar cerveja e a conta fica em R$ 100,00.
Eles pagam a conta da forma como nós pagamos  nossos impostos, ou seja:
Os primeiros quatro homens (os mais pobres) não pagam nada.
O quinto paga R$ 1,00.
O sexto paga R$ 3,00.
O sétimo paga R$ 7,00.
O oitavo paga R$ 12,00.
O nono paga R$ 18,00.
O décimo ? Rico? paga R$ 59,00.

Um dia o proprietário lhes fez uma surpresa:
-Vocês são tão bons clientes, que vou reduzir o custo da cerveja diária de vocês em R$ 20,00.
As bebidas para os dez, agora custarão somente R$ 80,00.
O grupo quer manter a forma de pagamento, ou seja, como nós pagamos os impostos.  Desse modo os quatro primeiros homens não são afetados e continuam  bebendo sem pagar nada.
Mas e os outros seis homens - os pagantes ?
Eles dividiriam os R$ 20,00 de desconto, de modo que todos eles obtivessem sua "quota justa?. Calcularam que R$ 20,00 divididos por seis daria R$ 3,33.  Mas subtraindo isto da quota de cada um, o quinto e o sexto homens terão que receber para beber sua cerveja.
O proprietário do bar sugeriu reduzir a conta de cada homem proporcionalmente ao valor pago por cada um e calculou as quantias que cada um deveria pagar:
a) O quinto homem, como os primeiros quatro, agora não paga nada (100% de economia).
b)O sexto homem agora paga R$ 2,00 ao invés de R$ 3,00 (33% de economia).
c)O sétimo homem agora paga R$ 5,00 ao invés de R$ 7,00 (28% de economia).
d)O oitavo homem agora paga R$ 9,00 ao invés de R$ 12,00 (25% de economia).
e)O nono homem agora paga R$ 14,00 ao invés de R$ 18,00 (22% de economia).
f)O décimo homem agora paga R$ 49,00 ao invés de R$ 59,00 (16% de economia).
 Cada um dos seis que pagavam ficou numa situação melhor. E os quatro primeiros continuam a beber de graça.
 Quando saíram do restaurante os homens compararam as suas economias.
1. -Eu só ganhei um real dos R$ 20,00 descontados, declarou o sexto homem. E apontou para o décimo homem, mas ele ganhou R$ 10,00 !
2. -Sim está certo exclamou o quinto homem. Eu economizei somente um real. É injusto ele ganhar dez vezes mais do que eu !
3. -É verdade ! gritou o sétimo homem. Porque ele recebe de volta R$ 10,00 e eu só recebo R$ 2,00 ?  Os ricos levam todas as vantagens !
4. -Esperem aí... gritaram juntos os quatro primeiros homens. Nós não ganhamos nada. Esse sistema explora os pobres !
 E os nove homens rodeam o décimo homem e lhe dão uma tremenda surra !
Na noite seguinte o décimo homem não aparece para beber, de modo que os nove sentam e tomam suas cervejas sem ele... Mas quando chegou a conta descobriram algo importante: Eles não tinham dinheiro bastante para pagar nem a metade da conta !
 É assim que funciona nosso sistema tributário... As pessoas que pagam os maiores impostos são as mais beneficiadas pelas reduções de taxas. E taxando-os demais, atacando-os por serem ricos, eles simplesmente podem não aparecer mais... podem começar a beber no exterior...

Para aqueles que entendem, não é necessária nenhuma explicação!  Para aqueles que não entendem, nenhuma explicação é suficiente !

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Carteira de Fundos Imobiliários

Olá Pessoal

Conforme havia comentado anteriormente, nos fundos que entendo que devam fazer parte da minha carteira, vou aumentando posição até fechar um lote (sim, isso é coisa de quem está ficando velho), mas acaba por ficar mais bonita a carteira....kkkk.

Segue abaixo os FIIs que possuem maior participação:

100 cotas de HGRE11
100 cotas de HGLG11
1.000 cotas de RNGO11
1.000 cotas de CNES11
1.000 cotas de TRXL11
1.000 cotas de BCFF11
2.000 cotas de FEXC11

53 cotas de MAXR11
36 cotas de FCFL11
380 cotas de MXRF11
578 cotas de FVBI11


Não são FIIs, mas para efeito de acompanhamento tenho também:

FIP: 120 cotas
FIA: 130 cotas

Confesso que fiquei bem contente com as distribuições de  alguns fundos que tenho em carteira bem como a recuperação dos preços. As vezes bate aquela dúvida de que realmente estamos tomando as decisões corretas e felizmente nesses momentos vem o mercado e reforca a nossa convicção.

Que venha 2015!

Abraço e bons investimentos a todos.